RSS

Sem final e ponto

27 mar

reticencias (1)

 

Existe algo mais drástico do que o ponto final? As vezes a frase está ali, gritando, implorando para não ser interrompida, para ter a oportunidade de vazar pelas entrelinhas… Para ter a possibilidade de ser qualquer coisa, e nada ao mesmo tempo.. As reticências possibilitam isso…

O abstrato e a plurissignificação da linguagem me atraem demais para que eu tente cercear o direito que a palavra tem, de se multiplicar.. Deixem as palavras livres! Elas também têm vida… ou deveriam ter!

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 27/03/2013 em Ahhh sei lá, entende?!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: