RSS

Preguiça

19 mar

Estou com vontade, preguiçosa
De pegar meus nervos
E fazer uma rede para me deitar,
E fechar os olhos
Como que cansado de olhar,
E dormir
Mas dormir emaranhado
Para que não possa sonhar.

Estou cansado, cansado
Esgotado de tanto trabalhar,
Como um barco solto
Sem leme ou vela
Sem nada,
No doce sabor inconstante
Das ondas do mar.

Preguiça até de encostar a vida num canto
Para descançar,
E soltar-me em mim mesmo
E soltar-me e cair
E deixar-me ficar,
Sem ter vontade ao menos de levantar
Esgotado fisicamente
Menos para te amar.

(Paulo Fernando Sandres)

Anúncios
 
 

4 Respostas para “Preguiça

  1. Carol Rodrigues

    20/03/2010 at 4:12

    Guria… preguiça é meu nome do meio!
    Lindo o poema =)

     
  2. Ju

    21/03/2010 at 19:53

    hahaha.. Menina “preguicenta”! rsrs
    Carol, você me deu uma ótima ideia… Já já eu conto! 🙂

     
  3. Menina Misteriosa

    24/03/2010 at 0:11

    Hum, Ju, que delícia!
    Deu pra sentir a paz…
    beijo!

     
  4. Ju

    24/03/2010 at 14:37

    Menina, é a preguiça boa né.. Aquela que só uma coisa cura! =)

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: